Huang Qin

Scutellaria baicalensis (Georgi)

Nome Farmacêutico:

Radix Scutellariae

Nome Comum:

Parte utilizada:

Raiz

Propriedades:

Amarga e Fria

Locais de ação:

Pulmão, Vesícula Biliar, Coração, Estomago e Intestino Gross

Texto em que apareceu pela primeira vez:

Matéria Médica Clássica do Esposo Divino

Ações e Indicações

Elimina Calor e drena Umidade principalmente no Aquecedor Superior: Para padrões de Calor com febre,irritabilidade, sede, tosse e expectoração grossa e amarela, ou inflamação.

Elimina Calor e drena Umidade no exterior: É considerada a erva mais eficiente, para padrões de CalorUmidade no Estomago e Intestino, o qual se manifesta com diarréia. Calor-Umidade com doença febril, o qual apresenta febre, sente-se abafado e com sede, mas não consegue beber água. Ou Calor-Umidade no Aquecedor Inferior com micção dolorida. É também usado para icterícia com calor umidade.

Clareia Calor e para sangramento: Para excessivo Calor interno, causando sangramento. Sintomas incluem epistaxe, vômito com sangue, tosse sanguinolenta ou sangue nas fezes.

Elimina Calor no Útero e acalma o feto: Para agitação fetal ou ameaça de abortamento por calor no Útero, com cólicas, contrações, feto agitado, corrimento amarelado, sensação de calor no corpo, pulso rápido, língua vermelha na base.

Controla o Yang do Fígado: Para padrões de ascensão do Yang do Fígado, como irritabilidade, raiva, gosto amargo na boca, cefaléia pulsátil, olhos vermelhos, face vermelha e pulso em corda.

Precauções e Contraindicações

Contra-indicado em caso de Deficiência dos Pulmões, diarréia por Frio, qualquer outro sintoma com Frio no Aquecedor Médio, ou feto agitado por Frio no Sangue.

Principais Componentes Químicos

Baicalein, baicalin, wogonin, wogonoside, neobaicalein, oroxylin aglucuronide, camphesterol, ácido benzóico, b-sitosterol.

Pesquisa Clínica Farmacológica

Efeito antialérgico: Preparações Radix Scutellariae administrada a cobaias inibem a reação cutânea a testes alérgicos. Em outro estudo a erva foi eficaz a reverter broncoespasmos, induzidos em cobaias por inalação de alergenos.

Efeito em regular a temperatura: Foi descoberto em 1935 o efeito antipirético. Contudo alguns pesquisadores produziram dados conflitantes. Em diversos experimentos, Radix Scutellariae reduz apenas a temperatura corporal em animais com febre induzida experimentalmente. Animais sem hipertermia não experimentaram este efeito.

Efeito antibiótico: Radix Scutellariae possui atividade antimicrobiana potente e de amplo espectro. Estudos in vitro mostraram que decoctos da erva inibem o crescimento em cultura de Staphilococus aureus, C. diphtheriae, Pseudomonas aeruginosa, Neisseria meningitides, Streptococus pneumoniae, Haemophilus sp, Salmonella typhi, Streptococus B-haemolyticus, Leptospira.

Efeito em doença periodontal: Em exemplares de floras mistas obtidos na região periodontal, Radix Scutellariae, sob forma de extrato aquoso, inibiu o crescimento de 8 entre 10 espécies isoladas, incluindo Streptococcus sp.

Efeito anti-hipertensivo: Vários experimentos mostraram que diversas preparações de Radix Scutellariae têm a propriedade de reduzir a pressão arterial em cachorros, gatos, e coelhos.

Efeito sedativo: Preparações de Radix Scutellariae aumentam o período de sono em cobaias. Em pacientes com hipertensão arterial, foi observado relaxamento e atividade ansiolítica.

Efeito no colesterol sérico: Preparações de Radix Scutellariae sozinhas ou combinadas com Rhizhoma Rhei produzem diminuição do colesterol sérico em animais de experimentação com hipercolesterolemia induzida por tireoidectomia ou por dietas ricas em gorduras saturadas. Contudo, não foi observada atividade redutora do colesterol em animais com colesterol sérico normal.

Efeito colagogo: Preparações de Radix Scutellariae administrada, a cachorros e coelhos, provocam aumento da bílis. Em outro estudo, em coelhos com icterícia induzida, observou-se redução da bilirrubina e transaminases séricas após a administração da erva. Em séries clínicas de pacientes com hepatite aguda viral, as administrações de extratos de Radix Scutellariae, reduzem a icterícia e os níveis enzimáticos no soro.